Cachoeiras

by master

No PETAR e entorno existem dezenas de cachoeiras. Algumas com mais de 70 metros de altura. Ótimas para a prática do cascading, rapeis e é claro, além de fotografias um belíssimo banho.

Há também algumas cachoeiras subterrâneas, escondidas no interior das cavernas, como a Cachoeira da Caverna do Ouro Grosso, pequena, mas que é extremamente convidativa à um banho na escuridão.

As atividades de rapeis ou cascading estão temporariamente proibidas nas cachoeiras no interior do PETAR. As empresas que operam precisam apresentar uma proposta de operação da atividade seguindo as normas exigidas e da aprovação da Fundação Florestal – SMA.

Veja abaixo algumas das principais cachoeiras:

  •  Cachoeira das Andorinhas (35 metros):

Sem dúvida a cachoeira mais bonita que há no PETAR. Tem um ar de exótica. Localizada num cânion no final da Trilha do Rio Betari.

Não é permitido nadar na sua piscina devido à forte queda d’água.

Acesso pelo Núcleo de Santana – Trilha do Betari. São 3 horas de caminhada. Nível médio.

  • Cachoeira do Betarizinho ou Beija Flor (45 metros):

Fica a 100 metros da Cachoeira das Andorinhas. Com menos água que sua vizinha, ela permite que o visitante entre debaixo de sua queda. Tem uma bela piscina natural.

Acesso pelo Núcleo de Santana – Trilha do Betari. São 3 horas de caminhada até ela. Nível médio.

  • Cachoeira do Couto (05 metros):

Com uma queda, mas muito bonita para se fazer fotos e tomar um banho em sua piscina. Sua água é muito gelada, pois ela sai diretamente da Caverna do Couto.

Acesso pelo Núcleo de Santana. São 05 minutos de caminhada até ela. Nível fácil.

  • Cachoeira das Arapongas (65 metros):

É a cachoeira mais alta do PETAR. Ótima para o rapel ou cascading. O acesso também é muito fácil. Está temporariamente proibido fazer atividades de cascading.

Acesso pela Rota das Cavernas – SP 165, em direção à cidade de Apiaí. São 20 minutos de caminhada até sua base. A sua trilha passa inicialmente por uma propriedade particular onde é cobrado um ingresso de R$ 5,00 por pessoa. Nível médio.

  • Cachoeiras do Sem Fim (10, 04 e 11 metros):

Complexo formado por 3 lindas cachoeiras. Em todas é possível entrar debaixo de suas quedas. Elas estão dentro de uma propriedade particular. Sendo necessário pagar um ingresso de R$ 5,00 por pessoa.

Acesso pela Rota das Cavernas – SP 165, em direção à cidade de Iporanga. São 10 minutos de caminhada até a primeira das cachoeiras. Nível fácil.

  • Cachoeira da Caverna do Ouro Grosso (06 metros):

Primeira de uma sequência de até 4 cachoeiras dentro de uma das cavernas mais ‘radicais’ do PETAR. Chegar até ela é uma aventura única cheia de adrenalina. O banho é merecido, nem se percebe a baixa temperatura da água.

Acesso pelo Núcleo Ouro Grosso, fica dentro da Caverna do Ouro Grosso. 10 minutos de caminhada até a entrada da caverna e depois mais 1 hora de caverna. Nível médio.

  • Cachoeira Sete Reis (10 metros):

Está localizada no Núcleo Caboclos. É uma das cachoeiras mais lindas do PETAR. Rodeada de árvores nativas encravada no meio da Mata Atlântica. Lugar ímpar.

Acesso pelo Núcleo Caboclos. São 2 horas e meia de caminhada até sua base. Nível médio.


Em breve publicaremos imagens de outras cachoeiras da nossa região. As imagens são sensacionais. Aguardem.

www.petaronline.com.br | Simplesmente tudo sobre o PETAR!

Share via
Copy link
Powered by Social Snap